INOPIAE DESUNT MULTA, AVARITIAE OMNIA

CETERUM CENSEMUS CAPITALISMUM ESSE DELENDUM !

ESCOLA DE AGITADORES E INSTRUTORES

 “UNIVERSIDADE JAKOB M. SVERDLOV”

 

DESENVOLVENDO A CONSCIÊNCIA REVOLUCIONÁRIA,

CONSOLIDANDO A MORAL REVOLUCIONÁRIA DO PROLETARIADO MODERNO

NA LUTA PELA ABOLIÇÃO DO SISTEMA DE ESCRAVIDÃO ASSALARIADA E DO CAPITALISMO

NA CONQUISTA DE SUA DITADURA REVOLUCIONÁRIA

E NO EXERCÍCIO DIRETO DE SEU PODER SOBERANO

 

SOCIALISMO CIENTÍFICO

E REVOLUÇÃO SOCIALISTA INTERNACIONALISTA

 

“Ao longo das linhas do Partido, todos os fios encontravam-se na mãos de Sverdlov que conhecia os quadros partidários como ninguém. Foi ele quem manteve o Smolny em contato com o aparato do Partido, forneceu ao Comitê Militar Revolucionário os trabalhadores necessários e foi requisitado nesse Comitê para dar conselhos, em todos os momentos críticos. Na medida em que o Comitê possuía uma militância ampla demais e, até certo ponto, fluída, os empreendimentos mais conspirativos eram executados por intermédio das cabeças da organização militar dos bolcheviques ou através de Sverdlov que foi o « secretário geral » oficioso, porém tanto mais real, da Insurreição de Outubro.”

 

Cf. TROTSKY, LEÓN D. Istoria Russkoi Revolutsii (História da Revoluçao Russa)(1930-1933), Vol. 2, Parte 2, Cap. 21,

Berlim : Granit, 1931 e New York : Monad Press, 1975, pp. 219 e s.    

 

 

PRODUÇÕES LITERÁRIAS CIENTÍFICO-SOCIALISTAS DEDICADAS À REVOLUÇÃO MUNDIAL DO PROLETARIADO

CONTRIBUIÇÕES REFLEXIVAS À APLICAÇÃO DO MÉTODO MARXISTA-ENGELSIANO NA LUTA DE CLASSES DA ATUALIDADE

  

Beschreibung: Beschreibung: Beschreibung: Beschreibung: Beschreibung: Beschreibung: Beschreibung: Beschreibung: H:\scientific-socialism\Sverdlov3.jpg

ORGANIZADOR:

 

Emil Asturig von München

 

COLABORADORES:

 

Castelnau Rochel von Gennevilliers

 

Aramitz Lo Scaltro von Genua,

 

Portau Schmidt von Köln

 

 EDITORA DA ESCOLA DE AGITADORES E INSTRUTORES

“UNIVERSIDADE JAKOB M. SVERDLOV”

PARA A FORMAÇÃO, ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO MARXISTA-REVOLUCIONÁRIA

DO PROLETARIADO E SEUS ALIADOS OPRIMIDOS

 

 MOSCOU – SÃO PAULO – BUENOS AIRES - MUNIQUE – PARIS

 

 

A QUESTÃO DO SOCIALISMO

 NO MUNDO CONTEMPORÂNEO

 

 

  Ou a classe trabalhadora é revolucionária ou então não é nada.”

Karl Marx, 18 de Fevereiro de 1865

 

“O modo de ver dos utopistas dominou, durante longo tempo, as concepções socialistas do século XIX e ainda as domina, em parte. Ainda há muito pouco tempo, todos os socialistas franceses e ingleses o idolatravam, sendo que a ele também aderia o comunismo alemão primitivo, incluindo-se Weitling.

Para todos eles, o socialismo é a expressão da verdade absoluta, da razão e da justiça, e precisa apenas ser descoberto, a fim de que conquiste o mundo, mediante sua própria força. Na medida em que a verdade absoluta é independente do tempo, do espaço e do desenvolvimento histórico-humano, resulta ser um mero acaso o momento e o local em que se há de descobrí-la. Diante desse quadro, a verdade absoluta, a razão e a justiça são sempre diferentes, para cada fundador de escola.

E como, além disso, a maneira específica da verdade absoluta, da razão e da justiça, é condicionada para cada um deles por sua razão subjetiva, suas condições de vida, sua medida de conhecimentos e de formação de idéias, nenhuma outra solução é possível nesse conflito de verdades absolutas senão a de que se continuem polindo umas às outras.

Disso nada poderia, então, resultar a não ser um tipo de socialismo eclético-mediano, tal como reina, de fato, ainda hoje, nas cabeças da maioria dos trabalhadores socialistas da França e da Inglaterra, i.e. uma mistura autorizada de matizes extremamente variados, emergente das omissões críticas e das proposições doutrinárias e concepções sociais vindouras dos diversos fundadores de seitas que estimulam menos embates, uma mistura que se produz de modo tanto mais fácil quanto mais sejam aparadas, no curso do debate, as pontas aguçadas e definidas das partes componentes, em separado, tal como uma pequena pedra de silício, arredondada pela corrente de um riacho.

Para fazer do socialismo uma ciência, deve-se colocá-lo, em primeiro lugar, sobre um fundamento real (pp. 200 e s.). ... 

 

Revolução Proletária, Dissolução das Contradições : O proletariado conquista o Poder Público e transforma em propriedade pública, por força desse poder, os meios de produção sociais, descarrilhados das mãos da burguesia.

Mediante esse ato, libera os meios de produção de sua qualidade capitalista, existente até o presente, conferindo ao seu caráter social inteira liberdade para impor-se. Torna-se, doravante, possível uma produção social, realizada segundo um plano pré-determinado.

O desenvolvimento da produção faz da existência suplementar das diferentes classes sociais um anacronismo. Na medida em que desaparece a anarquia da produção social, adormece também a autoridade política do Estado. Os homens – finalmente senhores de seu próprio tipo de socialização – tornam-se, com isso, ao mesmo tempo, senhores da natureza, senhores de si mesmos : livres.

A missão histórica do proletariado moderno é executar esse ato de emancipação do mundo.

É tarefa da expressão teórica do movimento proletário, do socialismo científico, fundamentar suas condições históricas – e, com isso, sua própria natureza – e, dessa maneira, conscientizar a classe conclamada a agir, hoje oprimida, acerca das condições e da natureza de sua própria ação. (pp. 224 e 227).”

 

FRIEDRICH ENGELS. Die Entwicklung des Sozialismus von der Utopie zur Wissenschaft (O Desenvolvimento do Socialismo da Utopia à Ciência)(Janeiro - Março de 1880), in : Marx und Engels Werke(Obras de Marx e Engels), Vol. 19, pp. retro-indicadas.

 

 

DOMÍNIOS

DE FORMAÇÃO

 

 

 

I.

 

FUNDAMENTOS HISTÓRICOS E POLÍTICOS

DO MARXISMO REVOLUCIONÁRIO

PARA A LUTA DE CLASSES PROLETÁRIA,

TRAVADA EM PROL DA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MUNDIAL

SEM EXPLORAÇÃO DO HOMEM PELO HOMEM, SEM EXPLORAÇÃO DE NAÇÕES POR NAÇÕES,

 

 

I.1.

Sobre Karl Marx

 

I.2.

Sobre Friedrich Engels

 

I.3.

Cartas de Karl Marx e Friedrich Engels

 

I.4.

Marx e Engels em sua Luta pela Aniquilação da Escravidão Assalariada e do Capitalismo

 

I.5.

Em Defesa da Comuna de Paris

 

I.6.

Marx e Engels em sua Luta contra o Anarquismo, o Lassalleanismo, o Social-Democratismo, o Fabianismo

e Outras Correntes Sectárias, Oportunistas, Reformistas e Colaboracionistas no seio da Classe Trabalhadora

 

I.7.

Marx e Engels em sua Luta Resoluta contra o Socialismo da “Igualdade Social” e da “Liberdade Humana” :

Contra o Projeto de Sociedade Socialista como Reino do Igualitarismo Social

 

I.8.

Defesa do Caráter e do Significado da Revolução Permanente do Proletariado nas Concepções Materialistas Histórico - Dialéticas

de Marx e Engels : Edição Simultânea Elaborada Ipisissima Verba do Alemão e do Russo para o Português,

especialmente Dirigida contra o Social-Reformismo, o Stalinismo, o Gramscismo, o Lukácsianismo, o Korschismo nos Partidos Marxistas,

Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários urbi et orbi  

 

I.9.

Defesa do Caráter e do Significado da Conquista da Hegemonia do Proletariado nos Processos Revolucionários

nas Concepções Materialistas Histórico – Dialéticas de Marx e Engels : Edição Simultânea Elaborada Verbatim

de Línguas Peregrinas para o Português, especialmente Dirigida contra o Social-Reformismo, o Stalinismo, o Gramscismo,

o Lukácsianismo, o Korschismo nos Partidos Marxistas, Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários urbi et orbi

 

  

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

II.

 

FUNDAMENTOS TEÓRICOS 

DO MATERIALISMO HISTÓRICO – DIALÉTICO

E DO SOCIALISMO CIENTÍFICO

 

 

 

II.1.

Fragmentos Dialéticos de Heráclito de Éfeso

 

II.2.

A Concepção Científica de Marx e Engels e sua Propugnação do Materialismo Histórico - Dialético

 

II.3.

Marx e Engels e os Fundamentos do Socialismo Científico

 

II.4.

Marx e Engels em sua Luta contra o Ópio Religioso em todas as suas Vertentes Politeístas, Teístas, Deístas, Panteístas, Ateístas,

Animístas, Espiritistas et caterva  

 

ANEXO I : Pequenos Textos para a Luta contra o Obscurantismo Clerical :

A Bíblia, o Homem, a Propriedade Privada, a Mulher e os Filhos, no Quadro da Família e do Mercado :

Edição Simultânea Elaborada Verbatim do Latim e do Alemão para o Neolatino Português

 

II.5.

Marx e Engels em sua Marcante Diferenciação em face do Ateísmo Vulgar,

(Anglo-Renascentista, Franco-Materialista-Naturalista, Utópico-Socialista, Jovem-Hegeliano, Feuerbachiano) et reliqua 

 

II.6.

Partido Marxista Revolucionário : sua Denúncia da “Liberdade de Consciência” Burguesa

enquanto “Tolerância de Todas as Espécies Possíveis de Liberdade de Consciência Religiosa”,

em sua Luta Implacável em favor da Libertação das Consciências em face do Fantasma Religioso   

 

II.7.

Marx e Engels em sua Luta travada contra as Vertentes Contemporâneas do Conhecimento Humano, sejam Idealistas –

Transcendentais e Imanentistas, Subjetivistas, Inter-Subjetivistas, Objetivistas e Absolutistas, Fenomenológicas,

Intuicionistas e Psicologistas, Realistas e Nominalistas,  Racionalistas e Empiristas, Metafísicas e Dialéticas,

Dedutivistas e Construtivistas, Monistas e Dualistas,  - sejam Materialistas Mecanicistas e Estruturalistas,

sejam Naturalistas Metafísico-Organicistas, sejam Agnósticas – Positivistas, Weberianas, Empirocriticistas,

Pragmatistas e Historicistas – sejam Cético-Construtivistas – Sofistas, Kantistas, Neo-Kantistas, Weberianas,

Piagetistas, Habermasianas -, sejam ainda Hedonistas, Estóicas e Ecléticas

 

II.8.

O Marxismo Revolucionário em sua Oposição aos Fundamentos Lógicos do Construtivismo Objetivo-Idealista de Vico

e Cético-Idealista Subjetivista de Kant, cuja Expressão, no Século XX, Encontra-se Disseminada, Sobretudo, nas Elaborações 

sejam de Husserl, Wittgenstein e Piaget, sejam nas análises de Cassirer, Adorno e Habermas,  

Consideradas enquanto Vertentes Filosóficas Ecléticas, Condensadoras de Idealismo e Ceticismo Transcendentais

 

II.9.

Atualidade da Solerte Luta Ideológica Promovida pela Igreja e pelas Encíclicas Papais seja contra o Socialismo Científico de Karl Marx e Friedrich Engels

Seja contra a Herança Histórica das Lutas Revolucionárias de Emancipação do Proletariado 

 

 

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

III.

 

MARXISMO REVOLUCIONÁRIO

E QUESTÕES ATUAIS

DA REVOLUÇÃO SOCIALISTA INTERNACIONALISTA

 

 

 

 

III.1.

Renomadíssimos Oportunistas e Reformistas, Pseudo-Marxistas e Revisionistas do Socialismo Científico,

No Interior ou nas Proximidades das Fileiras do Movimento Proletário Revolucionário

 

III.2.

Textos de Gramsci – Fiel Apologista de Stalin e Engenhoso Escudeiro do Conciliacionismo de Classes - em sua Luta sem Quartel

contra Trotsky e a Revolução Permanente : Edição Simultânea Elaborada litteratim do Italiano para o Português,

especialmente dirigida contra o Gramscismo Catedrático das Universidades Burguesas Lusitanae Linguae  

 

III.3.

A Enfermidade Gramsciana no Movimento Trotskysta Contemporâneo

e nas Lutas de Emancipação do Proletariado (Polêmica Trotsky e Gramsci /Gramsci e Trotsky):

O Secretariado Unificado da Quarta Internacional (SU-QI) e a Corrente Franco-Gramsciana

de Atualização, Correção e Superação do Marxismo (O Meta-Marxismo de Actuel Marx)

 

III.4.

Textos de Lukács em seu Implacável Combate Stalinista-Reciclado contra Trotsky, o Trotskysmo e a Revolução Permanente, em Defesa da

Construção Stalinista do “Socialismo em Um País” : Edição Simultânea Elaborada verbatim do Alemão e do Húngaro para o Português,

especialmente dirigida contra o Gramscismo Lukácsiano Catedrático das Universidades Burguesas Gallicae Lusitanaeque Linguarum

 

III.5.

Textos de Stalin, Bukharin, Lukács e Gramsci em sua Refrega Inflexível contra Trotsky e a Revolução Permanente, em prol da

Política Stalinista do “Socialismo em Um País” : Edição Simultânea Elaborada verbatim de diversas línguas para o Português,

especialmente dirigida contra a Reestalinização dos Partidos Marxistas, Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários urbi et orbi

 

III.6.

Textos de Korsch em sua Luta Anti-Soviético-Defensista contra Trotsky, o Trotskysmo e a Revolução Permanente :

Edição Simultânea Elaborada verbatim do Alemão para o Português, especialmente dirigida contra as Aventuras Ultra-Esquerdistas 

nos Partidos Marxistas, Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários, seguidas de Giros Oportunistas

Gramscistas – Lukácsianos - Korschistas Fomentadores do Democratismo Burguês

 

III.7.

Textos de Gramsci, Lukács e Korsch – Solertes Propugnadores do Idealismo Subjetivista –  em sua Luta sem Tréguas a favor do

Revisionismo Metafísico-Voluntarista do Materialismo Histórico - Dialético de Marx, Engels, Lenin, Sverdlov e Trotsky : 

Edição Simultânea Elaborada verbatim de Línguas Alienígenas para o Português, especialmente dirigida contra o

Gramscismo Apóstata nos Partidos Marxistas, Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários urbi et orbi

 

III.8.

Os Mais Atuais Asseclas e Panegiristas dos Posicionamentos de Gramsci – Lukács - Korsch sob o disfarce de “Marxistas Criativos”,

à Guisa de Célebres Declarações Históricas traduzidas para o Português

 

III.9.

Textos de Sigmund Freud e dos Principais Defensores da Psicanálise das Universidades Burguesas urbi et orbi

em sua Crítica dos Fundamentos do Materialismo Histórico – Dialético de Marx e Engels, Lenin, Sverdlov e Trotsky,

empreendida desde uma Perspectiva Materialista Vulgar e Cético-Subjetivista : Edição Simultânea Elaborada verbatim

a partir de Línguas Alienígenas para a Neolatinidade Portuguesa 

 

III.10.

Textos dos mais Expressivos Intelectuais Contemporâneos das Universidades Burguesas urbi et orbi

Max Weber, Albert Einstein, Jean Piaget, Jürgen Habermas, Escola de Frankfurt – em sua Luta Ardilosa pela Relativização

dos Fundamentos do Materialismo Histórico – Dialético de Marx e Engels, Lenin, Sverdlov e Trotsky,

empreendida desde uma Perspectiva Idealista - seja Positivista, seja Empiriocriticista, seja Genético-Epistemológica,

seja Cético-Crítica Subjetivista - supostamente Construtivista e Emancipadora :

Edição Simultânea Elaborada verbatim a partir de Línguas Alienígenas para a Neolatinidade Portuguesa  

 

III.11.

A Unidade Sistêmica do Marxismo Contemporâneo sob os Ataques (De-)Generativos Transformacionais de Noam Chomsky

e o Impacto do Revisionismo Marxista Ácido-Crítico “Leninista-Trotskysta”-Gramsciano-Castrista de James Petras

 

III.12.

A Subversão Gramsciana e Lukácsiana do Marxismo Revolucionário

 

III.13.

A Degeneração Subjetivista da Concepção de Conquista da Hegemonia do Proletariado por I. V. D. Stalin e A. Gramsci

 

III.14. 

Textos sobre a Alemanha de Emil Asturig von München

·         Alemanha entre a Crise Econômico-Política e a Resistência dos Trabalhadores no Início do Novo Milênio

 

·         Lenin, Sverdlov e Trotsky e a Revolução Alemã de Janeiro de 1919 : Fundamentos do Marxismo Revolucionário Proletário Internacionalista

 

·         Luta de Classes Proletária e Governos de Colaboração de Classes  na Alemanha da Virada do Século XX

 

·         A Orientação Política Radek-Brandler Acerca da Frente Única e do Governo dos Trabalhadores

Nas Lutas Revolucionárias do Início dos Anos 20 Até a Derrota do Proletariado Alemão de 1923  

 

 

TEXTOS CRÍTICOS E COMPILAÇÕES DE PORTAU SCHMIDT VON KÖLN

 

 

 

IV.

 

DO CAPITALISMO LIBERAL AO ADVENTO DO CAPITALISMO MONOPOLISTA

 

IV.1.

Karl Marx e Friedrich Engels sobre os Modos de Produção Pré-Capitalistas nas Sociedades de Classes

 

IV.2.

Karl Marx e Friedrich Engels sobre o Capital e a Sociedade Dividida entre Burgueses e Proletários

 

 

COMPILAÇÕES DE CASTELNAU ROCHEL VON GENNEVILLIERS

 

V.

 

DIREITO, SOCIEDADE E ESTADO NA REVOLUÇÃO PROLETÁRIA

SOCIALISTA-EMANCIPADORA

À LUZ DE ENSAIOS JURÍDICO-POLÍTICOS :

PRODUÇÕES LITERÁRIAS DEDICADAS À FORMAÇÃO DE

REVOLUCIONÁRIOS MARXISTAS QUE ATUAM NO DOMÍNIO DO DIREITO, DO ESTADO E DA JUSTIÇA DE CLASSE

 

 

IX.1.

Karl Marx e Friedrich Engels sobre o Direito e o Estado, os Juristas e a Justiça

 

ANEXO I : Pequenos Textos para a Luta do Materialismo Histórico – Dialético contra os Fundamentos do Corpus Iuris Civilis

(Corpo de Direito Romano) : O Codex Repetitae Praelectionis, o Digesto – as Pandectas -, as Institutas e as Novellae Constitutiones,

Sustentáculos Antediluvianos da Abstrata Dualidade Geométrica Burguesa-Capitalista Privado-Pública da Atualidade :

Edição Simultânea Elaborada Ipisissima Verba Do Latim para o Neolatino Português

 

ANEXO II.

Direito da Comuna Revolucionária de Paris de 1871 

 

 

IX.2.

Resistência e Luta contra as Ilusões Jurídico-Estatais e as Estratégias de Corrupção Econômica

Disseminadas no Seio do Proletariado Revolucionário

 

IX.3.

Celebérrimos e Variadíssimos Adversários Ideológicos do Marxismo Revolucionário no Domínio do Direito, do Estado e do Socialismo

 

 

 

VI.

 

A QUESTÃO DA NACIONALIZAÇÃO DO SOLO E DA TERRA

NO QUADRO DO MARXISMO REVOLUCIONÁRIO

 

 

Karl Marx e Friedrich Engels e a Defesa da Nacionalização do Solo e da Terra 

 

COMPILAÇÕES DE CASTELNAU ROCHEL VON GENNEVILLIERS

 

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

 

VII.

 

EM DEFESA DO DIREITO DE AUTODETERMINAÇÃO

DAS NAÇÕES OPRIMIDAS

 

Karl Marx e Friedrich Engels em Defesa do Direito de Auto-Determinação das Nações Oprimidas 

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

 

 

 

VIII.

 

MARXISMO REVOLUCIONÁRIO, SINDICATOS E GREVES

 

Karl Marx e Friedrich Engels em face dos Sindicatos e das Greves

 

 

COMPILAÇÕES DE ARAMITZ LO SCALTRO VON GENUA

 

 

 

IX.

DEFESA DO CARÁTER E DO SIGNIFICADO DA REVOLUÇÃO PERMANENTE DO PROLETARIADO

DE MARX E ENGELS

CONTRA OS ATAQUES HIPÓCRITAS DOS STALINISTAS,

GRAMSCISTAS, “TROTSKYSTAS”-GRAMSCIANOS, LUKÁCSIANOS E SEUS ALIADOS

“MARXISTAS CRIATIVOS” IDEALISTAS-SUBJETIVISTAS DE TODOS OS TÓPICOS E MATIZES

 

 

Karl Marx e Friedrich Engels, Autores Geniais e Mestres Supremos da Teoria da Revolução Permanente do Proletariado   

 

 

COMPILAÇÕES DE PORTAU SCHMIDT VON KÖLN

 

 

X.

SOBRE A CONQUISTA DA HEGEMONIA DO PROLETARIADO

NA REVOLUÇÃO PERMANTENTE RUMO AO SOCIALISMO

 

 

Karl Marx e Friedrich Engels sobre a Conquista da Hegemonia do Proletariado    

 

 

 

COMPILAÇÕES DE PORTAU SCHMIDT VON KÖLN

  

 

 

XI.

CULTURA, LINGUÍSTICA E EDUCAÇÃO

NA CONSTRUÇÃO DA

DITADURA REVOLUCIONÁRIA DO PROLETARIADO

 

XV.1.

Cultura e Marxismo Revolucionário

 

XV.2.

Linguística e Marxismo Revolucionário 

 

XV.3.

Educação e Marxismo Revolucionário

 

 

 

XII.

TEXTOS ESTATUTÁRIOS, PROGRAMÁTICOS E ORGANIZATIVOS

DO PARTIDO MARXISTA-REVOLUCIONÁRIO

EM FACE DOS PROJETOS SOCIAIS-REFORMISTAS 

 

 

XII.1.

Karl Marx e Friedrich Engels sobre a Questão do Partido do Proletariado e seus Programas

 

XII.2.

Lenin e o Regime de Funcionamento da Organização Bolchevique na Época do Imperialismo Capitalista:

Seus Princípios, Seus Congressos, Suas Conferências, Seus Programas, Seus Estatutos, Suas Direções Partidárias

Vistos à Luz de suas Posturas em face das Frações Internas e Públicas “Permanentes” ou “Virtualmente Permanentes”

 

XII.3.

Documentos Programáticos, Estatutários e Organizativos

das Organizações Proletárias Revolucionárias em face do Reformismo Social e do Oportunismo Organizativo

 

XII.4.

A Polêmica entre Luxemburg e Lenin acerca da Questão Organizativa do Partido Revolucionário

 

XII.5.

A Polêmica entre Trotsky e Lenin acerca da Questão Organizativa do Partido Revolucionário

 

XII.6.

Lukács e a Sua Posição Oportunista acerca da Questão Organizativa do Partido Revolucionário

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

 

 

XIII.

 

QUESTÕES HISTÓRICAS DA GRANDE REVOLUÇÃO PROLETÁRIA RUSSA DE OUTUBRO DE 1917

 

 

XIV.1.

MORAL E CONSCIÊNCIA, DIREÇÃO E ORGANIZAÇÃO

DAS LUTAS PROLETÁRIAS DA RÚSSIA REVOLUCIONÁRIA

 

JAKOB MIKHAILOVITCH SVERDLOV

(tb. YAKOV, IAKOV, JACOB MIKHAYLOVICH SVERDLOV)

 

ESTUDOS SOBRE O MÁXIMO ORGANIZADOR REVOLUCIONÁRIO POLÍTICO-PRÁTICO BOLCHEVIQUE

E PRESIDENTE DA PRIMEIRA REPÚBLICA SOCIALISTA

DOS CONSELHOS DE TRABALHADORES, SOLDADOS E CAMPONESES DO MUNDO CONTEMPORÂNEO :   

 

EXEMPLO DE AUTORIDADE MORAL MARXISTA-REVOLUCIONÁRIA

 NAS DERROTAS E VITÓRIAS PROLETÁRIAS

RUMO À GRANDE REVOLUÇÃO SOCIALISTA MUNDIAL 

Textos em Memória de J. M. Sverdlov

 

Obras, Escritos, Cartas, Documentos,

Intervenções e Discursos de J. M. Sverdlov

 

Historiografia da Vida e Obra de J. M. Sverdlov e

Atualidade das Polêmicas Históricas sobre suas Atividades Revolucionárias

 

MIKHAIL VASSILIEVITCH FRUNZE

 

GLORIOSO REVOLUCIONÁRIO BOLCHEVIQUE DO OUTUBRO VERMELHO,

DA GUERRA CIVIL RUSSA E DOS COMBATES TRAVADOS CONTRA A INTERVENÇÃO IMPERIALISTA

 

MOTOR DA MÁQUINA DA REVOLUÇÃO PROLETÁRIA

E DAS FORÇAS ARMADAS VERMELHAS

 

Textos e Fragmentos Literários Seletos sobre M. V. Frunze

 

Frunze : Paradigma Revolucionário no Outubro Vermelho, na Guerra Civil e nos Combates de Resistência contra a Intervenção Imperialista

 

 

OS TRÊS COMANDANTES MILITARES BOLCHEVIQUES

DA INSURREIÇÃO SOCIALISTA DE OUTUBRO 

 

 

Textos e Fragmentos Literários sobre Vladimir Alexandrovitch Antonov-Ovseienko

 

Textos e Fragmentos Literários sobre Nikolai Ilitch Podvoisky  

 

Textos e Fragmentos Literários sobre G. I. Tchudnovsky

 

 

IVAN VASSILIEVITCH BABUSHKIN

 

HERÓI REVOLUCIONÁRIO DA LUTA DE LIBERTAÇÃO DO PROLETARIADO

 

Textos e Fragmentos Literários Seletos sobre I. V. Babushkin

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

 

XIV.2.

ASPECTOS TEÓRICOS DAS LUTAS REVOLUCIONÁRIAS

DE EMANCIPAÇÃO DA REVOLUÇÃO PROLETÁRIA RUSSA

 

Defesa do Caráter e do Significado da Revolução Permanente do Proletariado nas Concepções Materialistas Histórico - Dialéticas

de Lenin, Sverdlov e Trotsky : Edição Simultânea Elaborada Ipisissima Verba do Alemão e do Russo para o Português,

especialmente Dirigida contra o Social-Reformismo, o Stalinismo, o Gramscismo, o Lukácsianismo, o Korschismo nos Partidos Marxistas,

Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários urbi et orbi  

 

Defesa do Caráter e do Significado da Conquista da Hegemonia do Proletariado nos Processos Revolucionários

nas Concepções Materialistas Histórico – Dialéticas de Marx, Engels, Lenin, Sverdlov e Trotsky : Edição Simultânea Elaborada Verbatim

de Línguas Peregrinas para o Português, especialmente Dirigida contra o Social-Reformismo, o Stalinismo, o Gramscismo,

o Lukácsianismo, o Korschismo nos Partidos Marxistas, Sindicatos Operários e Movimentos Revolucionários urbi et orbi

 

Sverdlov, Trotsky, Lenin e os Revolucionários Bolcheviques em sua Luta Mortal contra o Stalinismo Contra-Revolucionário

e a Degeneração dos Partidos Comunistas em todo Mundo, Realizada a Título de “Bolchevização do Partido” e

Desencadeada pela Usurpação Despótico-Genocída do Poder Soviético por Stalin e seus aliados

 

O Partido Bolchevique de Lenin, Trotsky e Sverdlov e a Luta de Classes Proletária de seu Tempo

 

Pequenos Ensaios Polêmicos sobre Marxismo e Direito, Sociedade e Estado na Revolução

 

Pequenos Ensaios Polêmicos sobre Greves e Sindicatos na Revolução Proletário-Emancipadora

 

Pequenos Ensaios Polêmicos sobre Marxismo e Economia Capitalista

 

Lenin e a Revolução Russa de Outubro de 1917

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

E PORTAU SCHMIDT VON KÖLN

 

 

XIV.3.

AS POSIÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DE VLADIMIR ILITCH LENIN

 

Sobre Vladimir I. Lenin

 

Luta contra o Neo-Kantismo e o Empiro-Criticismo

 

Lenin e os Bolcheviques em sua Luta Pertinaz em Prol do Ateísmo Militante de Matiz Dialético-Materialista,

ao longo das Diversas Fases do Movimento Proletário Russo : É Necessário Saber Lutar contra o Nevoeiro Religioso,

Impulsionando essa Luta em Combinação com a Prática Concreta do Movimento Proletário,

Direcionado para a Eliminação das Raízes Sociais das Religiões

 

Lenin e Seu Combate contra as Vertentes Atuais do Conhecimento Humano, sejam Idealistas – Transcendentais e Imanentistas, Subjetivistas, Inter-Subjetivistas,

Metafísicas e Dialéticas, Dedutivistas e Construtivistas, Objetivistas e Absolutistas, Fenomenológicas,

Intuicionistas e Psicologistas, Realistas e Nominalistas, Racionalistas e Empiristas,

Monistas e Dualistas, - sejam Materialistas Mecanicistas e Estruturalistas, sejam Naturalistas Metafísico-Organicistas,

sejam Agnósticas - Positivistas, Weberianas, Empirocriticistas, Pragmatistas e Historicistas –  sejam Cético-Construtivistas     

– Sofistas, Kantistas, Neo-Kantistas, Weberianas, Piagetistas, Habermasianas -, sejam ainda Hedonistas, Estóicas e Ecléticas et aliae

 

ANEXO : Em Defesa do Método Materialista Histórico – Dialético na Construção da Ditadura Revolucionária do Proletariado,

do Socialismo e do Comunismo : Direito e Moral da Revolução Proletária de Outubro sob o Governo Operário e Camponês

de Lenin, Sverdlov e Trotsky, enquanto Paradigma Histórico Teórico-Educacional e Prático-Político para as Ações Revolucionárias Contemporâneas

de Todo Povo Trabalhador e Explorado :  Suas Proclamações, Decretos, Regulamentos, Instruções e Sua Constituição Soviética

 

Lenin e sua obra de 1916 sobre o « Imperialismo enquanto Fase Superior do Capitalismo »

Em Face de Nikolai I. Bukharin e sua concepção sobre o Imperialismo, formulada a partir de 1915, e

Rudolf Hilferding e sua obra de 1910 sobre « O Capital Finaceiro, Um Estudo sobre o Mais Recente Desenvolvimento do Capitalismo » 

 

Lenin e sua obra de 1917 « Guerra e Revolução »

 

Em Face dos Sindicatos e das Greves : Os Sindicatos enquanto Escolas da Ditadura Revolucionária do Proletariato,

do Socialismo e do Comunismo, as Greves enquanto Escolas de Guerra Revolucionária

 

Lenin e sua Luta contra o Economicismo, o Reformismo, o Menchevismo, o Liquidacionismo, o Stalinismo

e outras Correntes Sectárias, Oportunistas, Reformistas e Colaboracionistas no seio da Classe Trabalhadora

 

A Questão da Nacionalização do Solo e da Terra

 

A Luta pela Conquista da Hegemonia do Proletariado

 

Direito e Estado na Revolução segundo Vladimir I. Lenin

 

Lenin e a Questão da Assembléia Constituinte na Revolução Proletária de 1917

 

Direito Positivo, Estado Dirigente e Economia Normativa

da Revolução Proletária Socialista-Internacionalista

 

A Questão do Direito de Auto-Determinação as Nações Oprimidas

 

Denúncia da “Liberdade de Consciência” Burguesa

enquanto “Tolerância de Todas as Espécies Possíveis de Liberdade de Consciência Religiosa”,

em sua Luta Implacável em favor da Libertação das Consciências em face do Fantasma Religioso   

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

XIV.4

AS POSIÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DE JAKOB MIKHAILOVITCH SVERDLOV

 

 

Sobre Jakob M. Sverdlov

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

 

XIV.5

AS POSIÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DE LEV DAVIDOVITCH TROTSKY

 

 

 

Sobre León D. Trotsky

 

Defesa da Revolução Permanente 

 

Luta pela Conquista da Hegemonia do Proletariado

 

Luta contra o Voluntarismo Positivista, nos Domínios do Estado, do Direito e da Moral

 

O Manifesto da IV Internacional de Junho de 1940 sobre a Guerra Imperialista e a Revolução Mundial do Proletariado

 

Problemas da Nacionalização do Solo e da Terra

 

Trotsky e sua Luta em Defesa do Proletariado Revolucionário, do Marxismo e do Materialismo Histórico

 

Trotsky e sua Luta pela Construção da IV Internacional sob o signo dos “Três Ls” : Lenin, Luxemburgo e Liebknecht

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

XIV.

 

QUESTÕES HISTÓRICAS DA REVOLUÇÃO PROLETÁRIA ALEMÃ DE 1918 / 1919

 

 

XV.1.

MORAL E CONSCIÊNCIA, DIREÇÃO E ORGANIZAÇÃO

DAS LUTAS PROLETÁRIAS DA RÚSSIA REVOLUCIONÁRIA

 

 

KARL LIEBKNECHT

 

O MELHOR REPRESENTANTE DA III INTERNACIONAL À ÉPOCA DE V. I. LENIN

E REREFÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DA IV INTERNACIONAL DE L. D. TROTSKY

 

Textos e Fragmentos Literários Seletos sobre Karl Liebknecht

 

 

ROSA LUXEMBURGO 

 

A MELHOR REPRESENTANTE DA III INTERNACIONAL À ÉPOCA DE V. I. LENIN

E REREFÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DA IV INTERNACIONAL DE L. D. TROTSKY

 

Textos e Fragmentos Literários Seletos sobre Rosa Luxemburgo

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

XV.2.

ASPECTOS TEÓRICOS DAS LUTAS REVOLUCIONÁRIAS

DE EMANCIPAÇÃO DA REVOLUÇÃO PROLETÁRIA ALEMÃ

 

 

Lenin, Sverdlov e Trotsky e a Revolução Alemã de Janeiro de 1919 : Fundamentos do Marxismo Revolucionário Proletário Internacionalista

 

Luta de Classes Proletária e Governos de Colaboração de Classes  na Alemanha da Virada do Século XX

 

A Orientação Política Radek-Brandler Acerca da Frente Única e do Governo dos Trabalhadores

Nas Lutas Revolucionárias do Início dos Anos 20 Até a Derrota do Proletariado Alemão de 1923  

 

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

& PORTAU SCHMIDT VON KÖLN

 

 

 

XIV.3.

AS POSIÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DE KARL LIEBKNECHT

 

Karl Liebknecht e suas considerações de 1907 sobre o Militarismo Capitalista e Colonial

 

 

 

Karl Liebknecht : Sua Luta contra a Frente-Popular, Sua Proclamação da República Socialista Livre da Alemanha, 

Sua Preparação e Direção da Revolução Proletária Alemã de 1919

 

Direito e Estado na Revolução segundo Karl Liebknecht

 

 

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

XIV.4.

AS POSIÇÕES REVOLUCIONÁRIAS DE ROSA LUXEMBURG

 

 

Rosa Luxemburgo, a Revolução Russa de Outubro de 1917 e a Revolução de Alemã de 1918 / 1919 :

Seus Erros de Análise e Sua Própria Correção da Maioria deles

 

O Manifesto da Basiléia de Novembro de 1912 sobre a Guerra Imperialista Iminente

 

A Posição Equivocada da Águia Revolucionária, Rosa Luxemburgo, acerca da Teoria da Acumulação do Capital, formulada em 1913

 

Rosa Luxemburgo e sua concepção sobre o Imperialismo, formulada a partir de 1913

 

A Posição Equivocada da Águia Revolucionária, Rosa Luxemburgo, sobre o Direito de Auto-Determinação das Nações Oprimidas

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

 

XV.

ACADEMIA VERMELHA DE ARTE MILITAR PROLETÁRIO-REVOLUCIONÁRIA MIKHAIL V. FRUNZE :

ESTUDOS MILITARES SOCIALISTAS-INTERNACIONALISTAS

DEDICADOS À FORMAÇÃO

DOS TRABALHADORES, SOLDADOS E MARINHEIROS MARXISTAS REVOLUCIONÁRIOS

 

XIII.1.

Elementos Histórico-Marxistas sobre a Questão Militar e as Guerras

 

XIII.2.

Milícia ou Exército Permanente

 

XIII.3.

O Armamento do Proletariado e de Todo o Povo Oprimido contra a Polícia e as Forças Armadas Permanentes

da Burguesia e do Latifúndio : Consigna de Transição da Revolução Rumo ao Socialismo

 

XIII.4.

Escritos Militares sobre a Comuna de Paris de 1792 e de 1871

 

XIII.5.

A Arte Proletária da Insurreição Socialista

 

XIII.6. 

Escritos Militares sobre a Revolução Proletária-Internacionalista de Outubro

 

XIII.7.

Escritos Militares sobre a Guerra Civil Russa e a Luta contra a Intervenção Imperialista

 

XIII.8.

A Polêmica sobre Doutrina Militar e Educação das Forças Armadas Vermelhas

travada entre os Heróis da Guerra Civil Russa e da Luta contra a Intervenção Imperialista 

 

XIII.9.

Guerra Imperialista, Anti-Militarismo e Socialismo Científico

 

XIII.10.

Desastres Militares e Derrotas Revolucionárias Históricas orquestrados por Stalin na Guerra Civil Russa de 1918 a 1921,

nas Frentes Populares e na II Grande Guerra Militar Imperialista

 

 

 

 

 

 

 

XVI.

 

QUESTÕES HISTÓRICAS DA GRANDE REVOLUÇÃO BURGUESA DA FRANÇA DE 1789

 

 

Textos de Célebres Revolucionários Franceses sobre a Sociedade, o Estado e a Luta de Classes,

Travadas no Quadro da Grande Revolução Francesa

COMPILAÇÕES DE ASTURIG EMIL VON MÜNCHEN

 

 

XVII.

 

QUESTÕES HISTÓRICAS DA LUTA DE CLASSES NA IDADE MÉDIA

 

 

 

XVIII.

 

QUESTÕES HISTÓRICAS DA LUTA DE CLASSES NA ANTIGÜIDADE CLÁSSICA

 

 

Textos de Célebres Escritores Gregos e Latinos sobre a Sociedade, o Estado e a Luta de Classes,

Travadas na Antigüidade Clássica

 

 

 

 

COMPILAÇÕES DE ARAMITZ LO SCALTRO VON GENUA

 

 

EDITORA DA ESCOLA DE AGITADORES E INSTRUTORES

“UNIVERSIDADE JAKOB M. SVERDLOV”

PARA A FORMAÇÃO, ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO MARXISTA-REVOLUCIONÁRIA

DO PROLETARIADO E SEUS ALIADOS OPRIMIDOS

MOSCOU – SÃO PAULO – BUENOS AIRES - MUNIQUE – PARIS